Se você está lendo esse texto, é porque você quer adotar um novo amigo <3. Adotar um animal, além de tudo, é um ato de compaixão e de respeito, e você estará dando uma segunda chance preciosa a esses queridos bichinhos. Mas para isso você deve pensar bastante se realmente quer um novo companheiro(a), pois esses animais vivem, em média, de 10 a 15 anos (ou mais, no caso dos gatos)! Nada de adotar e depois largar o seu amigo, hein!?

O primeiro passo é conversar com as pessoas que moram com você, se for o caso, para se certificar de que estão todas de acordo com a adoção. Procure saber também os cuidados que o tipo de animal que você está pensando em adotar requerem (afinal, gatos e cães têm necessidades muito diferentes) e saiba que todos os animais precisam de atenção, carinho, exercícios, disciplina, cuidados veterinários e boa alimentação.

Pense nos gastos financeiros e de tempo que esse animalzinho trará. Você conseguirá arcar com eles? Uma boa ração (específica para a espécie e fase da vida), brinquedos, uma caminha confortável, vermífugo ao menos duas vezes por ano, vacinas anuais, remédios para pulgas e carrapatos eventualmente, consultas no veterinário e exames quando necessário. Fora, claro, o tempo de dedicação com carinho e cuidados básicos como alimentar, trocar a água, limpar a caixa de areia ou levar para passear, gastar energia, brincar etc.

Quando for levar um novo animal para casa, tenha muita paciência: eles precisam, assim como nós, de um tempinho para se adaptar ao novo ambiente e às novas companhias! Seja compreensivo, mas não tolerante a tudo: imponha regras mas não perca a cabeça! Com o passar dos dias ele irá se adaptar aos seus costumes e a convivência na casa entrará em equilíbrio.

Dog and hammock
| Photo by Drew Coffman / Unsplash

Outra coisa bem legal e conversar com o responsável pelo animal para saber mais sobre seu comportamento, combinar de conhecê-lo antes de adotá-lo e tirar todas as suas dúvidas com seu veterinário.

Atenção!!! Tenha sempre em mente que, ao adotar um animal, você se torna o seu tutor e, como tal, deve prezar pela sua saúde, segurança, bem estar e sobrevivência. Esse é o princípio da guarda responsável. No final das contas, o que queremos dizer é: pense com cuidado, reflita nos gastos e no trabalho que terá e analise se esse é o momento certo para se adotar um bichinho. É trabalhoso, sim, mas saiba que vale a pena!

Te damos os parabéns pela ideia de adotar, e desejamos que você e seu novo amigo sejam muuuuito felizes pelo resto da vida! <3