Talvez você conheça esse “posto” por outro nome ou já tenha visto alguém falar que está responsável por algum animal resgatado. Bem, nós achamos que essa função tão importante merece um nome à altura: GUARDIÃO.

Um guardião, em resumo, é aquele responsável pelo bem-estar, por administrar as despesas do animal até que ele seja encaminhado definitivamente para um adotante responsável e por organizar as ajudas ao longo do caminho (doações, lares temporários, transportes para clínicas etc). É ele que toma a frente no caso e, ao final, é quem tem maior crédito por dar uma nova chance de vida ao bichinho!

O guardião determina em qual clínica o animal será tratado e em que lar temporário ele ficará, além de ser o responsável por conseguir formas de pagar tudo - seja arcando ele mesmo com os custos, organizando rifas ou arrecadando doações, por exemplo. Ele também vai divulgar o animal para adoção em sites, redes sociais ou pessoalmente, indo em feiras de adoção ou espalhando cartazes por aí, e depois vai entrevistar e selecionar os adotantes. E, quando encontrar uma família nova para o bichinho, é o guardião quem fica encarregado de pedir notícias do animal e acompanhar tudo no pós-adoção.

Vamos confessar, não é fácil ser guardião. Mas vale cada sufoco quando vemos o nosso resgatado saudável, feliz e amado em um novo lar. É de encher o coração de orgulho e amor! <3

A simple moment as each week-end when i’m home with my wife and my little cat.
| Photo by Jonas Vincent / Unsplash

E você, já foi o guardião de algum pet? Conta pra gente como foi! =D