Nossos pets não sabem ao certo o que podem ou não morder, lamber e engolir. São como crianças, se pensarmos bem. E a curiosidade neles é um fator constante, não é? Volta e meia estão intrigados com alguma coisa, um cheiro, um som, algum novo objeto.

Assim, é nossa responsabilidade manter plantas, alimentos, remédios e materiais de limpeza potencialmente perigosos longe do alcance deles, seguros em armários e gavetas que eles não consigam alcançar. Por mais que a gente tente prevenir, sabemos que acidentes acontecem, e é por isso que listamos abaixo algumas substâncias tóxicas (nessa outra postagem falamos de plantas tóxicas) aos nossos animais, com os sintomas mais comuns e os primeiros socorros referentes a cada caso.

Gostaríamos de deixar claro que, apesar de os primeiros socorros serem muito importantes para aumentar as chances do bichinho de se recuperar, é essencial levar o pet ao veterinário o mais rápido possível. Só ele poderá identificar o melhor tratamento e cuidar de possíveis complicações, ok?

Substâncias tóxicas

Ácidos (alvejantes, limpadores a seco) e alcalinos (amônia, detergente)

Sintomas: engolido: salivação em excesso, esfrega a boca com a pata, dor abdominal.
Na pele: chora, rola, lambe.
Primeiros socorros: dar óleo e pão. Se ingerido, enxágue a boca com leite ou água. Se tópico, enxágue totalmente com água fria. NÃO provocar vômito nem dar carvão ativado.

Chocolate

Sintomas: salivação em excesso, vômito, diarréia, urina em excesso, hiperatividade, tremores musculares, convulsões, coma.
Primeiros socorros: provocar vômito e dar carvão ativado.

Produtos derivados do alcatrão (desinfetantes fenóis, madeira tratada, fungicidas, manta asfáltica, revelador de fotografia)

Sintomas: depressão, fraqueza, falta de coordenação, coma, morte.
Primeiros socorros: provocar vômito e dar carvão ativado. Se o tóxico for na pele ou no pelo do animal, primeiro enxágue totalmente com água fria. Lave com detergente suave e enxágue novamente com água fria.

Produtos antipulgas.

Sintomas: sintomas variados, incluindo medo, contrações musculares, tremor, convulsões, salivação em excesso, diarréia, hiperatividade, depressão.
Primeiros socorros: antídoto disponível no veterinário! Se ingerido, provocar vômito e dar carvão ativado. Se o tóxico for em pó, escove o pelo primeiro, enxágue totalmente com água fria, lave com um detergente, depois enxágue completamente com água fria.

Chumbo (tinta, cerâmica, linóleo, bolas de golfe)

Sintomas: dor abdominal, vômito, convulsões, falta de coordenação, excitação e histeria (ex: excesso de latidos), fraqueza, cegueira, acessos de mastigação.
Primeiros socorros: antídoto disponível no veterinário! Provocar vômito e dar carvão ativado.

Analgésicos (aspirina, acetaminofeno, ibuprofeno)

Sintomas: vômito com sangue, perda de apetite, salivação em excesso, zonzeira.
Com acetaminofeno (em gatos): gengivas azuis, dificuldade para respirar.
Primeiros socorros: provocar vômito e dar carvão ativado.

Outros remédios

Sintomas: vários sintomas. Se você souber se seu animal ingeriu determinado remédio, fale com seu veterinário ou com o centro de controle de intoxicações imediatamente.
Primeiros socorros: provocar vômito e dar carvão ativado.

Iscas para pragas (estricnina, varfarina, arsênico, brometalina, colecalciferol, metaldeído, fósforo, sódio, fluoracetato, fosfido de zinco)

Sintomas: a variedade de sintomas inclui sangramento na urina e diarréia, sangramento pelas cavidades corporais, sede, tontura, dor e cólicas abdominais, paralisia, convulsões, hálito com forte cheiro de alho, coma, depressão.
Primeiros socorros: antídoto disponível no veterinário! Dar carvão ativado. NÃO provocar vômito.

Produtos derivados de petróleo (óleo de motor, gasolina, terebentina, tinta, tíner, removedor de tinta, fluido de isqueiro, querosene)

Sintomas: vômito, dificuldade em respirar, tremores, convulsões, coma, falência, morte.
Primeiros socorros: dar óleo e pão. Se o tóxico estiver no pelo, enxágue totalmente com água, lave com um detergente suave e enxágue novamente. NÃO provocar vômito nem dar carvão ativado.

Fonte: SHOJAI, Amy D. Primeiros socorros para cães e gatos. 2 ed. Belo Horizonte: Editora Gutenberg, 2011, pg. 306 - 307.